ga('send', 'pageview');
a

Do what you love, Love what you do.

Últimas Noticias

 

Cursos

Do what you love, love what you do.

CURSO DE MASSAGEM (ANATOMIA E MASSAGEM GERAL)

480.00

Destinatários

  • Multidisciplinar:
    • Profissionais de Saúde, Profissionais de Educação Física e Fitness, Profissionais de Estética que não possuam competências técnicas nesta área de atuação ou que pretendam o seu aperfeiçoamento.
    • Público em geral, com escolaridade mínima ao nível do 9ªano de escolaridade, que pretenda adquirir conhecimentos na área temática do curso. Público em geral que tenha interesse/vocação na temática do curso de massagem relacionada com a promoção da qualidade da saúde.
REF: Massagem Categoria: Etiqueta:

Descrição

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM 

OBJETIVOS GERAIS

  1. – Identificar as funções da pele.
  2. Descrever a organização e composição dos sistemas ósseo e articular.
  3. Enunciar o papel do sistema ósseo e a sua importância no sistema locomotor.
  4. Caracterizar o sistema muscular;
  5. Distinguir os vários conceitos inerentes à locomoção;
  6. Distinguir as diferentes técnicas de massagem manual local que levam à massagem geral;
  7. Identificar os principais efeitos terapêuticos associados a cada técnica de massagem manual e o seu efeito geral no organismo;
  8. Utilizar o equipamento de apoio adstrito a cada uma das técnicas de massagem manual loca;
  9. Associar coordenadamente várias técnicas de massagem manual local de modo a executar uma massagem manual geral.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  1. – Preparar os formandos realizar uma massagem, de forma autónoma, respeitando aos princípios éticos que regem a atividade;
  2. Dotar os formandos de conhecimentos sólidos sobre os efeitos, benefícios, indicações e contraindicações a respeitar na massagem Identificar os diferentes componentes de massagem; Conhecer os efeitos, benefícios, as indicações; contraindicações das técnicas de aplicação para massagem. Saber relacionar-se com o cliente. Aplicar a técnicas de massagem para uma sequencia geral de relaxamento com objetivos terapêuticos e ou profiláticos.

MODALIDADE DE FORMAÇÃO
Formação profissional de iniciação ou aperfeiçoamento de competências.

FORMA DE ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO
Regime Presencial

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS – CARGA HORÁRIA

  1. Noções básicas de Anatomia:
    1. Pele: Importância, Camadas, Funções;
    2. Sistema Ósseo (Osteologia): Funções, Estrutura dos ossos, Classificação dos ossos, Esqueleto, ossos da cabeça, ossos do tronco, ossos dos membros;
    3. Sistema Articular: Classificação, Constituição; Tipos de movimento articular, Perturbações das articulações;
    4. Sistema Muscular (Miologia): Classificação; Funções;
    5. Locomoção: Tipos de movimento articular
  2. Massagem Manual Geral:
    1. Massagem dos grupos musculares associados a cada articulação;
    2. Sequência da massagem manual;
    3. Tempos médios para cada zona a massajar e tempos totais;
    4. Técnicas de aplicação;
    5. Posicionamento;
    6. Ritmo e pressão aplicados;
    7. Frequência da massagem;
    8. Local de tratamento;
    9. Equipamento de apoio;
    10. Principais cuidados a respeitar

Total de horas:  75 horas

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO

Metodologias ativas que promovam a participação dos formandos, valorizando a sua experiência e a aplicabilidade dos conhecimentos adquiridos.

A componente teórica, com recurso a metodologias expositivas com suporte de meios audiovisuais, irá alternar com a componente prática, para além do método expositivo, demonstrativo e interrogativo o método ativo será privilegiado, assim os formadores disponibilizarão materiais para análise e reflexão conjunta, bem como para a realização de trabalhos práticos.

CRITÉRIOS E METODOLOGIAS DE AVALIAÇÃO

A avaliação das aprendizagens dos formandos decorrerá ao longo de todo o curso, e em momentos específicos para o efeito. Assim, a avaliação será concretizada em 3 momentos distintos, mas complementares: avaliação diagnóstica e/ou inicial; avaliação formativa e/ou continua e a avaliação sumativa e/ou final.

  • No início do curso, efetuar-se-á uma avaliação diagnóstica com o objetivo de aferir o nível de conhecimentos dos formandos face ao tema a desenvolver. Este momento permitirá ao formador ajustar objetivos, conteúdos, técnicas e métodos de acordo com as especificidades do grupo de trabalho. Este momento de avaliação não tem qualquer intenção classificativa.
  • Durante o curso, procederemos a uma avaliação formativa sustentada na realização de atividades de avaliação de caracter mais prático como forma de regulação da aprendizagem, servindo para avaliar se os formandos estão a progredir no processo de aprendizagem e permitindo assim fazer os devidos ajustes à formação por parte do formador. Esta avaliação será sustentada num conjunto de critérios que seguidamente apresentamos, bem como a realização de algumas de fichas de trabalho e de exercícios práticos.
  • No final do curso, tendo por base uma avaliação de carater sumativa, pretendemos aferir se os formandos atingiram os objetivos propostos neste curso permitindo-lhes a obtenção de uma classificação final. Esta avaliação será de caracter práticos e permitirá a obtenção no processo final de um certificado de formação profissional.

Critérios de avaliação e respetivas ponderações:

  • Avaliação diagnóstica: não carece de classificação
  • Avaliação formativa (40%):
    • 5% Assiduidade;
    • 5% Pontualidade;
    • 5% Participação;
    • 5% Espirito de Equipa
    • 20% Participação e realização das propostas de trabalho e exercícios práticos;
  • Avaliação sumativa (60%):
    • 60% Avaliação Teórica/Prática (exercícios práticos)

Respeita o critério assiduidade nesta formação é um requisito fundamental, na medida em que existem competências técnicas que só podem ser adquiridas em contexto de formação prática pelo que será condição obrigatória a frequência de 95% do total de horas do respetivo curso (ver regulamento interno da formação).

O resultado final desta avaliação é expressa quantitativamente numa escala de 1 a 20 valores e resulta da média ponderada dos critérios acima referidos.

Terminada a ação, pedir-se-á ainda aos formandos que preencham um inquérito por questionário para avaliar o nível de satisfação face à formação ministrada (avaliação da reação)

RECURSOS PEDAGÓGICOS
Videoprojector, cadeiras, mesas de trabalho, armários, quadro branco, apagador e marcadores, folhas brancas, pastas individuais, canetas, documentação fornecida pelo Formador e outro material que este recomende para o desenvolvimento das sessões.

ESPAÇOS E EQUIPAMENTOS

As salas de formação teórica e prática têm capacidade adequada ao número dos Formandos e esta devidamente equipada com o material necessário em cada sessão. Têm temperatura e luz adequadas a um ambiente de aprendizagem. Estas possuem dimensões que possibilitem uma boa distribuição e utilização de equipamentos. Possuem ainda boas condições acústicas, evitando a possibilidade de existência de perturbações à formação

A sala de formação teórica possui uma área total de 31 m2, e esta possui quadro branco vídeo-projetor, mesas e cadeiras suficientes até 15 formandos Material prático necessário: Marquesas, papel de marquesa, lençóis de TNT, toalhas turcas, antisséptico, álcool 70º, óleo base vegetal para massagem, óleos essenciais.

Informação adicional

Duração

75

Horário

Laboral, Pós-Laboral

Unidades de Crédito Conferidas

15 UC