ga('send', 'pageview');
a

Do what you love, Love what you do.

Últimas Noticias

 

Cursos

Do what you love, love what you do.

Curso de Bandas Neuromusculares

195.00

Adquira conhecimentos, capacidades e competências para aplicar as bandas neuromusculares em situações de reabilitação ou atividades desportivas; Aprenda os efeitos, benefícios, indicações e contraindicações a respeitar na aplicação das bandas neuromusculares.

Destinatários

  • Profissionais de Saúde;
  • Profissionais de Educação Física e Fitness;
  • Estudantes de Fisioterapia e estudantes de Desporto.
REF: bandas-neuro Categorias: , Etiquetas: ,

Descrição

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM 

OBJETIVOS GERAIS

  1. Aplicar as bandas neuromusculares em situações de reabilitação ou atividades desportivas;
  2. Dotar os formandos de conhecimentos sólidos sobre os efeitos, benefícios, indicações e contraindicações a respeitar na aplicação das bandas neuromusculares

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  1. Identificar os diferentes componentes das bandas neuromusculares;
  2. Conhecer os efeitos musculares, articulares e venolinfaticos da aplicação das bandas;
  3. Aplicar as bandas com objetivos terapêuticos e ou profiláticos em contexto terapêutico e desportivo.

MODALIDADE DE FORMAÇÃO
Formação profissional de iniciação ou aperfeiçoamento de competências.

FORMA DE ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO
Regime Presencial

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS – CARGA HORÁRIA

  1.  Definição e conceitos base da aplicação das bandas neuromusculares
  2. Indicações contraindicações terapêuticas e efeitos da técnica de aplicação das bandas neuromusculares
  3. Materiais a usar para a aplicação das bandas
  4. Conhecer os efeitos musculares, articulares e venolinfaticos da aplicação das bandas neuromusculares
  5. Aplicação prática terapêutica e profilática em diferentes contextos na área de reabilitação de lesões e na área desportiva.

Total de horas:  14 horas

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO

O processo formativo decorrerá recorrendo de forma alternada a métodos e técnicas de formação assentes numa componente teórica e numa componente prática. Neste sentido, a componente teórica assentará em métodos expositivos e demonstrativos mediados por um conjunto de recursos pedagógicos que permitirão transmitir um conjunto de conhecimentos fundamentais para a realização da componente prática que assentará em momentos práticos recorrendo a métodos ativos que implicarão a participação ativa dos formandos permitindo-lhes mobilizar o que aprenderam. Ao longo destas sessões práticas, e com o apoio do formador, os formandos terão a oportunidade de demonstrar o que aprenderam ao longo da formação mediante a realização de um conjunto variado de propostas de trabalho práticas.

CRITÉRIOS E METODOLOGIAS DE AVALIAÇÃO

Momentos e metodologias de avaliação:

 

A avaliação das aprendizagens dos formandos decorrerá ao longo de todo o curso, e em momentos específicos para o efeito. Assim, a avaliação será concretizada em 3 momentos distintos, mas complementares: avaliação diagnóstica e/ou inicial; avaliação formativa e/ou continua e a avaliação sumativa e/ou final.

  • No início do curso, efetuar-se-á uma avaliação diagnóstica com o objetivo de aferir o nível de conhecimentos dos formandos face ao tema a desenvolver. Este momento permitirá ao formador ajustar objetivos, conteúdos, métodos e técnicas de acordo com as especificidades do grupo de trabalho. Este momento de avaliação não tem qualquer intenção classificativa.
  • Durante o curso, procederemos a uma avaliação formativa sustentada na realização de atividades de avaliação de caracter mais prático como forma de regulação da aprendizagem, servindo para avaliar se os formandos estão a progredir no processo de aprendizagem e permitindo assim fazer os devidos ajustes à formação por parte do formador. Esta avaliação será sustentada num conjunto de critérios que seguidamente apresentamos, bem como a realização de algumas de fichas de trabalho e de exercícios práticos.
  • No final do curso, tendo por base uma avaliação de carater sumativa, pretendemos aferir se os formandos atingiram os objetivos propostos neste curso permitindo-lhes a obtenção de uma classificação final. Esta avaliação será de caracter práticos e permitirá a obtenção no processo final de um certificado de formação profissional.

Critérios de avaliação e respetivas ponderações:

• Avaliação diagnóstica: não carece de classificação

• Avaliação formativa (40%):

  • 5% Assiduidade;
  • 5% Pontualidade;
  • 5% Participação;
  • 5% Espirito de Equipa;
  • 20% Participação e realização das propostas de trabalho e exercícios práticos;

•  Avaliação sumativa (60%):

  • 60% Avaliação Teórica/Prática (exercícios práticos)

No que respeita ao critério assiduidade este constitui um requisito fundamental, na medida em que existem competências técnicas que só podem ser adquiridas e evidenciadas em contexto de formação prática pelo que será condição obrigatória a frequência de 95% do total de horas do respetivo curso (ver regulamento interno da formação).

O resultado final desta avaliação é expressa quantitativamente numa escala de 1 a 20 valores e resulta da média ponderada dos critérios acima referidos.

Terminada a ação, pedir-se-á ainda aos formandos que preencham um inquérito por questionário para avaliar o nível de satisfação face à formação ministrada (avaliação da reação).

RECURSOS PEDAGÓGICOS
Videoprojector, cadeiras, mesas de trabalho, armários, quadro branco, apagador e marcadores, folhas brancas, pastas individuais, canetas, documentação fornecida pelo Formador e outro material que este recomende para o desenvolvimento das sessões.

ESPAÇOS E EQUIPAMENTOS

Recursos físicos/espaços: uma sala teórica e outra prática (área total de 31 m2) com capacidade adequada ao número dos formandos (15) e devidamente equipadas com o material necessário ao desenvolvimento de cada ação.

Material de apoio/equipamentos: marquesas, papel de marquesa, toalhas turcas, antissético, álcool 70º, óleo bandas neuromusculares.

Informação adicional

Duração

14

Horário

Laboral, Pós-Laboral

Unidades de Crédito Conferidas

2,8 UC